quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Crítica: A Dama de Ferro



A Dama de Ferro (The Iron Lady, 2011) faz um relato da vida política e pessoal da ex-primeira-ministra inglesa Margaret Tatcher (Meryl Streep, perfeita mais uma vez), passando por sua adolescência, filha de comerciantes, por seu auge político e por sua velhice, quando já está com Alzheimer. E é aí que mora o maior erro do filme: as alucinações de Tatcher com seu marido falecido Denis (Jim Broadbent). Algumas dessas cenas são totalmente desnescárias e poderiam ter sido deixadas de lado para que fosse dado um maior destaque as cenas que realmente importam: as do auge político de Margaret.
O filme não retrata talvez o lado mais "ruim" de Margaret Tacher, já que o objetivo do filme é criar uma protagonista para torcermos por, que seja mais humana e boazinha. Não é díficil pensarmos: "Coitada dela". E há Meryl Streep que sozinha poderia carregar o filme nas costas (e quase o faz). Só por sua atuação, o filme já merece ser visto. No geral A Dama de Ferro é um bom filme de drama e que (merecidamente) deu a Meryl Streep o seu terceiro Oscar (de impressionantes 17 indicações). Claro nem se compara com outros filmes sobre uma personalidade que na velhice tem Alzheimer (Iris de 2002, por exemplo. Belíssimo filme, aliás, com ótimas atuações de Judi Dench, Kate Winslet e Jim Broadbent- lembra dele?) mas mesmo assim vale o preço do ingresso, até porque Meryl Streep é sempre Meryl Streep.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Os Vencedores do Oscar 2012

Grande contraste entre os grandes
vencedores: O Artista é um filme mudo
e em P&B...
Na noite deste domingo, 26, ocorreu o maior prêmio do cinema mundial. E como era esperado O Artista levou para casa a estatueta de melhor filme. A Invenção de Hugo Cabret e O Artista foram os mais premiados da noite ambos levando para casa 5 estatuetas cada. Confira abaixo os vencedores do Oscar 2012:
Hugo é uma aventura cheia de efeitos
 especiais e em 3D.
Melhor Filme: "O Artista"
Melhor Diretor: Michel Hazanavicius - "O Artista"
Melhor Ator: Jean Dujardin - "O Artista"
Melhor Atriz: Meryl Streep - "A Dama de Ferro"
Melhor Ator Coadjuvante: Christopher Plummer - "Toda Forma de Amor"
Melhor Atriz Coadjuvante: Octavia Spencer - "Histórias Cruzadas"
Melhor Filme Estrangeiro: "A Separação" - Irã
Melhor Animação: "Rango"
Melhor Documentário (longa-metragem): "Undefeated"
Melhor Roteiro Adaptado: "Os Descendentes"
Melhor Roteiro Original: "Meia-noite em Paris"
Melhor Fotografia: "A Invenção de Hugo Cabret"
Melhor Direção de Arte: "A Invenção de Hugo Cabret"
Melhor Figurino: "O Artista"
Melhor Maquiagem: "A Dama de Ferro"
Melhor Edição: "Os homens que não amavam as mulheres"
Melhor Edição de Som: "A Invenção de Hugo Cabret"
Melhor Mixagem de Som: "A Invenção de Hugo Cabret"
Melhor Efeitos Visuais: "A Invenção de Hugo Cabret"
Melhor Trilha Sonora Original: "O Artista"
Melhor Canção Original: "Man or Muppet" - "Os Muppets"
Melhor Curta-metragem: "The Shore"
Melhor Documentário (curta-metragem): "Saving Face"
Melhor Curta-metragem de Animação: "The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore


*Opiniões Pessoais: A Invenção de Hugo Cabret marecia ter vencido a todas os prêmios a que estava concorrendo, mas ainda não vi O Artista, o 2° filme mudo na história do Oscar a ganhar o prêmio de melhor filme (o primeiro foi Asas em 1928, na primeira cerimônia do Oscar). Torcia para Meryl Streep como melhor atriz e Jean Dujardin como melhor ator. Não torcia para ninguem em melhor ator coadjuvante e para Octavia Spencer em melhor ariz coadjuvante. Rango era meu favorito a melhor animação. Melhor filme torcia para Hugo, O Artista (apesar de ainda não o ter visto) e Histórias Cruzadas, nesta ordem. Só não queria mesmo que o vencedor fosse Meia-Noite em Paris ou o chatérrimo (e supervalorizado) A Árvore da Vida.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma é o 11º Filme a Ultrapassar o Bilhão

Com as bilheterias desta terça-feira atualizadas (incluindo, claro, a de Episódio I em 3D) hoje, o total de arrecadação de Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma (o primeiro filme em ordem cronólogica da trama e o quarto Star Wars- super saga de George Lucas-a ser lançado nos cinemas, sendo 1º parte da, tão odiada e amada, trilogia prelúdio) com todos os seus relançamentos nos cinemas, passou o Bilhão. A Ameaça Fantasma já fez 467,5 milhões de dólares nos E.U.A e Canadá  (47% do total) e 532,6 milhões no resto do mundo (53%). Até o fim de semana, o filme ultrapassará Batman: O Cavaleiro das Trevas e se tornará a décima maior bilheteria da história (desconsiderando-se a inflação). Isso torna Episódio I o único filme de 1999 (data do lançamento original) a ter ultrapassado o Bilhão e o primeiro a conseguir tal feito em 2012. Pois bem, o Clube do Bilhão, acaba de ganhar mais um integrante, que com certeza não será o único deste ano.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Resultado da Primeira Enquete do Blog: Quais dos relançamentos em 3D deste ano, você pretende assistir?

O resultado da enquete acabou ficando dentro do esperado: Titanic, com 6 votos, foi o mais votado e nos cinemas, seu relançamento em 3D também deve ser o mais assistido deste ano. Se seguirmos aquela porcentagem dita no post anterior (de que os relançamentos em 3D farão 20% das suas bilheterias originais) Titanic fará mais ou menos 400 milhões de dólares - em seu lançamento original fez 1 bilhão e 800 milhões. Em segundo lugar na enquete, ambos com 3 votos cada, ficaram Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma e Procurando Nemo. Se seguirmos a porcentagem Episódio I em 3D fará pouco mais de 190 milhões (já fez 72); e Procurando Nemo (868 milhões no lançamento original) fará pouco mais de 180 milhões. E por último ficou A Bela e a Fera com apenas 1 voto. O filme, no seu lançamento original, fez 376 milhões portanto aplicando-se os 20 % fará (supostamente) 78 milhões dos quais já fez 51. Lembrando que essa porcentagem é hipotética e só toma como base a bilheteria de O Rei Leão em 3D. Aliás, essa porcentagem, fica bem abaixo das expectativas iniciais como dito aqui.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma cada vez mais perto do Bilhão

Também não foi neste fim de semana que Star Wars Episódio I ultrapassou o Bilhão (mas agora é certeza que até domingo próximo, o Bilhão será ultrapassado). Com os lucros do relançamento em 3D o total arrecadado nas bilheterias por Episódio I já tem 995 milhões de dólares no caixa. Só o relançamento em 3D é responsável por 70 milhões. Pode até parecer muito, mas não é, visto que antes deste relançamento o filme já tinha uma bilheteria de 920 milhões, então era de se esperar que pelo menos 200 milhões fossem fácil de alcançar. Veja O Rei Leão, por exemplo: 780 milhões no lançamento original e mais 170 milhões com o relançamento em 3D, ou seja mais ou menos 20% da bilheteria original. Se Star Wars seguisse esses números, seu relançamento em 3D faria, até o final de sua exibição nos cinemas, pouco mais que 190 milhões. Mas agora esse números parecem inalcançavéis. Pórem, mesmo abaixo das expectativas, temos chances de ter a data certa do relançamento em 3D de Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones para 2013. E Episódio III para 2014, Episódio IV para 2015, Episódio V para 2016 e Episódio VI para 2017.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Crítica: A Invenção de Hugo Cabret



A Invenção de Hugo Cabret (Hugo, 2011) é um filme que ao mesmo tempo que homenageia o cinema consegue conquitar você com uma história encantadora. Hugo (Asa Butterfield) vive sozinho na estação de Paris em 1930 desde a morte de seu pai. Todo dia ele acerta os relógios da estação e tenta consertar um autômato deixado de herança por seu pai. Para isso ele rouba peças de uma loja de brinquedo cujo dono não é nada mas nada menos que George Méliés, um antigo cineasta pioneiro em diversos efeitos cinematográficos, cuja obra mais conhecida talvez seja Viagem à Lua (A Trip to the Moon, 1902). Só que Hugo não sabe disso... mas descobrirá em breve.
O primeiro filme em 3D de Martin Scorcese é completo. As atuações das crianças Asa Butterfield e Chloë Grace Moretz são ótimas (talves as melhores atuações infantis de 2011), o 3D é super bem utilizado e a história é maravilhosa. Os visuais então... não há palavras para descrever a beleza da estação de Paris. O filme envolve com o drama, a comédia, o mistério e a aventura, fazendo você mergulhar no universo de Hugo e de todos os personagens. Ao final você percebe que o filme não está indicado a 11 Oscar porque presta uma homenagem a história do cinema e sim porque é um filme nota 10 que justifuca cada bos crítica, cada elogio que recebe. E quando começa os créditos finais você fica triste porque sabe que esta obra-prima do grande diretor Martin Scorcese chegou ao fim e você tem que se despedir de todos os personagens e da estação de Paris.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma ainda não alcançou o Bilhão

Parecia, mas não foi nesse final de semana que Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma ultrapassou o bilhão. Mesmo tendo sido relançado em 3D em 90 países (incluindo E.U.A e Canadá) o filme não conseguiu os 76 milhões necessários para que, somado com o que o filme já havia faturado chegaria ao 1 Bilhão. O filme fez 42 milhões no seu final de semana de estreia o que não foi suficiente. Desses 42, 22 milhões de dólares foram feitos nos E.U.A, maior que o fim de semana de estreia do relançamento de A Bela e a Fera ($17,000,000) mas menor que o de O Rei Leão ($30,000,000). Com isso podemos supor que o filme fechará nos E.U.A com algo em torno de 70 a 80 milhões e mundialmente uns 200 milhões está de bom tamanho. Talvez um pouco abaixo das espectativas iniciais mas bons números visto que se trata do relançamento em 3D de um filme já muito assistido e disponível para venda e locação em diversas lojas (fora que este filme faz parte da segunda trilogia, uma trilogia prelúdio, iniciada em 1999 e muito mais criticada que a trrilogia oiginal) Até o próximo domingo o filme precisa de mais 34 milhões o que faz com que ele chegue no bilhão. E agora é mais do que extremamente provável que ele consiga. Se conseguir (ou não) posto aqui no blog.

Crítica: A Hora do Espanto



A Hora do Espanto (Fright Night, 2011) foi um dos melhores filmes de terror de 2011, com toda certeza. O remake do filme dos anos 80 tem uma premissa simples e clássica: Charley (Anton Yelchin), sua mãe (Toni Collette) e sua namorada (Imogen Poots) que vivem em Las Vegas, Nevada tem um vizinho vampiro (Colin Farrell) e para detê-lo buscam ajuda de Peter Vincent (David Tennant) que sabe bastante sobre monstros e tem um programa chamado Hora do Espanto. As atuações de todos os atores citados estão ótimas e o filme consegue equilibrar bem sustos com risadas. O vampiro do filme, que se chama Jerry, é um vampiro clássico que vira pó na luz do sol (sim, nada de brilhar na luz do sol; e a refêrencia a Crepúsculo gera uma ótima piada), não gosta de água benta e cuzes e precisa de sangue humano para sobreviver. A atuação de Colin Farrel dá o toque perfeito.
E quanto a boas cenas, precisa dizer alguma coisa da ótima cena da explosão da casa (nota:vampiros só podem entrar nas casas se forem convidados): "Sem casa, sem convite" diz Jerry. E a perseguição de carro pelo deserto de noite é ótima (que susto com aquela moto voando direto no vidro de trás do carrro). Ah, e o 3D (sim, eu vi esse filme em setembro nos cinemas em 3D) não tem nada de mais. 3D mesmo só as legendas, o sangue espirrando, as faíscas quando os vampiros viram pó e a cara do vampiro no final do clímax. Mas no final das contas A Hora do Espanto é um ótimo filme de terror.

Crítica: Histórias Cruzadas



Histórias Cruzadas (The Help, 2011) conta a história de Skeeter (Emma Stone) que para escrever seu primeiro livro, busca relatos de empregada negras da pequena cidade de Jackson no Missisipi numa época de muito preconceito, ainda. E consegue o apoio principal de Aibileen Clark (Viola Davis). Mas as patroas delas não irão ficar muito contentes com isso (principalmente Hilly Holbrook- Bryce Dallas Howard) que quer separar os banheiros das empregadas negras dos brancos.
É verdade que Viola Davis (que recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz) pode levar o filme sozinha com sua ótima atuação, mas ela não precisa. As atuações femininas (quase todas) são praticamente impecáveis. Octavia Spencer (que dá os toques principais de humor a trama com sua Minny; e foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante), Jessica Chastain (também indicada a Melhor Atriz Coadjuvante; é impossível não se pegar torcendo por Celia Foote, uma das poucas que não tem preconceito) e Bryce Dallas Howard (como não odiar Hilly Holbrook?) estão excelentes. Emma Stone também cumpre o seu papel, assim como as outras atrizes com papéis menores. O elenco masculino é praticamente inexistente.
Histórias Cruzadas (que concorre ao Oscar de Melhor Filme) cumpre bem o seu papel de divertir (a vingança de Minny pra cima de Hilly) e principalmente emocionar (a cena final, por exemplo) o que faz as quase duas horas e vinte de filme passarem rápido. Simplesmente, um ótimo filme.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Mais Um Filme Ultrapassará o Bilhão: Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma

Se o sucesso de Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma  em 3D é totalmente certo, é óbvio que ele ultrapassará o Bilhão. No seu lançamento original Star Wars Episódio I já conseguiu pouco mais de $924,000,000, seu relançamento só precisa faturar 76 milhões. Com isso o total do filme chega a 1 bilhão, sendo o 11° filme a conseguir tal feito. Aliás, esse feito pode ocorrer já no domingo, visto que nesse final de semana Star Wars Episódio I abre nos E.U.A e Canadá e mais 88 países. Abrindo em tantos mercados assim é claro que é muito posssível que até o domingo seja alcançado esses 76 milhões necessários. Caso realmente isso aconteça, postarei no blog assim que puder. E é bom deixar claro que se a Fox ficar satisfeita com o desempenho nas bilheterias de Star Wars, temos grandes chances de que seja agendado o relançamento de Episódio II para os próximos anos.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Grandes Franquias I: Muppets

Hoje temos a estreia dessa nova série de posts sobre as maiores franquias cinematográficas de todos os tempos. E começaremos bem com uma franquia relativamente longa, que já conta com 7 filmes lançados em quase 33 anos. Essa franquia é Os Muppets, personagens de fantoches que foram criados por Jim Henson.

- Muppets - O Filme



O primeiro filme dos Muppets lançados no cinema foi Muppets - O Filme em 1979. Recebido com ótimas críticas e tendo feito uma bilheteria estrondosa, que ajustada pela inflação seria o equivalente hoje a mais de 242 milhões de dólares, o filme abriu as portas para Os Muppets estrelarem mais seis filmes no cinema. A propósito, se você quiser ler , o post abaixo é a crítica deste filme.

- A Grande Farra dos Muppets



Apenas três anos depois do primeiro, em 1981 chegava aos cinemas o segundo filme dos Muppetes: A Grande Farra dos Muppets. O filme foi considerado um flop nas bilheterias, tendo feito apenas metade do que Muppets - O Filme. Mas as críticas, levemente piores do que o do primeiro filme, ainda assim foram positivas.

- Os Muppets Conquistam Nova York



Os Muppets Conquistam Nova York lançado em 1984 foi o terceiro filme estrelando as marionetes de Jim Henson e apesar de ter feito uma bilheteria menor que os dois primeiros filmes, recebeu críticas melhores que A Grande Farra, mas ainda assim menores que Muppets- O Filme.

- O Natal dos Muppets



O quato filme  dos Muppets foi O Natal dos Muppets, baseado no livro clássico "Um Conto de Natal" de Charles Dickens. Lançado nos cinemas em 1992. Foi distribuído pela Disney que mais de dez anos depois compraria os direitos pelos Muppets (pela bagatela, aliás, de 50 milhões de Euros). O filme não faturou muito nas bilheterias, já que concorreu com Aladdin e Esqueceram de Mim 2 mas recebeu críticas positivas só que menores que os outros três filmes. Foi o primeiro filme dos Muppets lançado após a morte de Jim Henson em 1990.

- Os Muppets na Ilha dos Tesouro



Lançado em 1996 e novamente distribuído pela Disney, Os Muppets na Ilha do Tesouro foi o quinto filme dos Muppets e o quinto a receber boas críticas (nota: nenhum dos filmes dos Muppets receberam críticas negativas, no geral). Foi um sucesso de bilheteria, tendo arrecadado mais que os três filmes anteriores.

- Os Muppets do Espaço



Os Muppets do Espaço, o sexto filme dos Muppets, foi o que recebeu as piores críticas de toda série, mas ainda assim as críticas não foram negativas (foram positivas, em sua grande maioria) e o primeiro a não ter lucrado mais que o custo de produção. Lançado em 1999, o filme volta a ter o foco principal nos Muppets (nos dois filmes anteriores os protagonistas eram atores reais).

- Os Muppets



O sétimo e mais novo filme dos Muppets, chamado simplesmente de Os Muppets, foi lançado ano passado e prometia trazer os Muppets de volta ao destaque. Bem, a promessa foi cumprida e  Os Muppets já faturou quase US$160 milhões nas bilheterias do mundo inteiro. Segundo o site de críticas Rotten Tomatoes, este sétimo filme recebeu as melhores críticas de toda franquia. Agora é torcar para que a Disney (que comprou os direitos pelos Muppets em 2004) realmente invista nas fantoches de Jim Henson e lance mais filmes dos Muppets nos próximos anos.

-Os Muppets... De Novo

Pouco se sabe sobre o oitavo filme dos Muppets. O título é provisório e pode mudar mas a data de lançamento oficial já foi revelada: será em Março de 2014.

Crítica: Muppets - O Filme



Muppets - O Filme (The Muppet movie, 1979) foi o primeiro filme dos Muppets lançado no cinema. E esse começo com certeza justifica todo o sucesso e a popularidade que os Muppets tem hoje! O filme mostra como os Muppets conseguiram fazer sucesso em Hollywood e já começa bem com uma das grandes músicas do cinema (original deste filme) "Rainbow Connection". Depois vemos Caco, o Sapo (sim, nada de Kermit) conhecendo Fozzie e os dois partem de carro à Hollywood. No meio do caminho conhecem diversos outros Mupppets como Gonzo, Animal e a hilária Miss Piggy, um dos Muppets mais engraçados. Mas esse filme todo é uma verdadeira comédia (o que dizer do jantar romântico de Piggy com Caco; ou a cena de pura metallinguagem, quando alguns Muppets leem o roteiro do próprio filme). Mas um dos momentos mais engraçados é quando Caco e Fozzie passam por Garibaldo na estrada e perguntam se ele quer carona para Hollywood e ele diz que não, que está indo para Nova York para tentar sucesso na televisão (uma referência ao "futuro" sucesso de Garibaldo em Vila Sésamo).
E como o filme começa bem ele tem que terminar bem, também. Todas as músicas do filme são excelentes mas Muppets - O Filme, tinha que terminar com a melhor "Rainbow Connection". O sucesso desse filme, a propósito, levou a mais seis continuações e parece que um oitavo filme dos Muppets pode surgir nos próximos anos.

Crítica: As Aventuras de Tintim



Há anos Steven Spielberg sempre quis levar Tintim ás telonas, desde a primeira vez em que leu Tintim. O resultado não poderia ter sido melhor. As Aventuras de Tintim (The adventures of Tintin,2011), dirigido por Spielberg e produzido por Peter Jackson é um daqueles filmes que te deixa com vontade de quero mais. A trama, que adapta três histórias de Tintim (O Caranguejo das Tenazes de Ouro, O Secreto do Licorne -que, aliás, seria o subtítulo dado ao filme - e O Tesouro de Rackham, o Terrível), é simples: após o primeiro encontro do repórter Tintim com o capitão Haddock, eles saem atrás do tesouro de Rackham, o terrível. E acompanhados, claro, do cachorrinho Milu.
A captura de imagens (o tipo de animação que é usado no filme, que captura o movimento dos atores e depois os passa para animação) é perfeito e combina com o filme. O filme é totalmente aventuresco, com um enigma atrás do outro e íncriveís cenas de perseguição. Meu Deus, precisa falar alguma coisa da fuga de Tintim e Haddock da casa do milionário em Bagghar, sem cortes e com a camêra alternando entre os perseguidores, a ave e os perseguidos. Visto em 3D(como eu tive a sorte de ver) , você fica sem palavras. Com certeza, o melhor filme em 3D que já vi (melhor que A Hora do Espanto -ótimo filme de terror, mas péssimo 3D- e Gato de Botas). E parabéns a Paramount, ou sei lá quem, por ter disponibilizado, metade das sessões, legendas. Afinal não é só crianças que gostam de filmes de animação, ainda mais As Aventuras de Tintim que conta com tiros, persguições, brigas de espadas e foi baseado nas H.Q.s  de Hergé, que tem muitos fãs adultos. Ah, e lembram, que quando fiz a crítica de Winnie The Pooh, em dezembro, disse que era meu filme favorito de animação de 2011? Pois bem agora o meu favorito é Tintim. Pena, que nem Pooh, nem Tintim estão concorrendo ao Oscar.
Agora é torcer para que venha logo Tintim 2. O filme, que contará com uma troca na direção (dessa vez quem dirigirá será Peter Jackson, e quem produzirá será Spielberg), tem estreia prevista para final de 2014 ou começo de 2015. Vai demorar, mas se for tão bom quanto o primeiro, nós conseguimos aguardar.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Primeira Enquete do Blog: Quais dos Relançamentos em 3D deste Ano, Você Pretende Assistir?

E está no ar a primeira enquete do blog: quais relançamentos em 3D deste ano, você pretende assistir? As opções são os quatro relançamentos em 3D sobre os quais falei no post anterior: A Bela e a Fera, Star Wars Episódio I: A Ameça Fantasma, Titanic e Procurando Nemo. Então, quem visitar o blog, por favor, deixe seu voto. O resultado será divulgado no dia 19 e já que os relançamenots em 3D estão se tornando moda, veremos qual é o mais aguardado deste ano pelos leitores do blog e se corresponderá com a opinião da maioria de que Titanic é o mais aguardado. Lembrando que se você pode votar em quantos destes filmes pretende assistir, até mesmo em todos os quatro.

Relançamentos em 3D prometem agitar 2012

Se ano passado o único relançamento em 3D foi O Rei Leão, este ano serão quatro. Teremos A Bela e a Fera, Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma, Titanic e Procurando Nemo. A seguir mais sobre esse relançamentos e se eles farão (ou não) sucesso nas bilheterias.

-A Bela e a Fera



Depois que O Rei Leão fez quase 170 milhões de dólares nas bilheteris ao redor do mundo a Disney se animou e agendou os (re)lançamentos em 3D de A Bela e a Fera e Procurando Nemo para este ano; Monstros S.A. e A Pequena Sereia para 2013. A Bela e a Fera já estreou nos E.U.A há quase um mês e deve fechar por lá com algo em torno de 50 milhões, bem distante dos 94 milhões de O Rei Leão. Se mundialmente o filme fizer 90 milhões já está de bom tamanho visto que converter um filme para o 3D não exige um grande orçamento e que no seu lançamento em 1991 ele fez metade do que O Rei Leão.

-Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma



Star Wars Episódio I é o quarto filme da franquia Star Wars lançado em 1999, mas o primeiro em ordem cronológica dos eventos narrados na saga. O filme que é a 18ª maior bilheteria de todos os tempos com 924 milhões (com a inflação não ajustada), promete levar um grande número de pessoas aos cinemas neste mês, já que Star Wars é uma das franquias com maior número de fãs. O filme pode fazer até mais de 200 milhões facilmente (visto que o preço do ingresso aumentou e o preço dos ingressos em 3D é mais caro).

-Titanic



Com toda certeza, o relançamento em 3D de maior sucesso este ano será Titanic. O filme de James Cameron fez mais de 1 bilhão e 800 milhões de dólares e seu relançamento pode conseguir até um 400 milhões. Isso faria com que Titanic se tornasse o segundo filme da história (somente atrás de Avatar) a ultrapassar os dois bilhões de dólares.

-Procurando Nemo



Procurando Nemo é, com seus $867,000,000 arrecadados nas bilheterias do mundo todo em 2003, a quinta maior bilheteria de filme de animação. Se O Rei Leão em 3D fez 170 milhões, o relançamento de Procurando Nemo é um grande candidato a fazer de 100 a 150 milhões, pelo menos.Se isso acontecer, é provavél que para 2014 e 2015 a Disney anuncie os relançamentos em 3D de Os Incríveis, Aladdin, Tarzan, Vida de Inseto e outros.