segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Crítica: Histórias Cruzadas



Histórias Cruzadas (The Help, 2011) conta a história de Skeeter (Emma Stone) que para escrever seu primeiro livro, busca relatos de empregada negras da pequena cidade de Jackson no Missisipi numa época de muito preconceito, ainda. E consegue o apoio principal de Aibileen Clark (Viola Davis). Mas as patroas delas não irão ficar muito contentes com isso (principalmente Hilly Holbrook- Bryce Dallas Howard) que quer separar os banheiros das empregadas negras dos brancos.
É verdade que Viola Davis (que recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz) pode levar o filme sozinha com sua ótima atuação, mas ela não precisa. As atuações femininas (quase todas) são praticamente impecáveis. Octavia Spencer (que dá os toques principais de humor a trama com sua Minny; e foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante), Jessica Chastain (também indicada a Melhor Atriz Coadjuvante; é impossível não se pegar torcendo por Celia Foote, uma das poucas que não tem preconceito) e Bryce Dallas Howard (como não odiar Hilly Holbrook?) estão excelentes. Emma Stone também cumpre o seu papel, assim como as outras atrizes com papéis menores. O elenco masculino é praticamente inexistente.
Histórias Cruzadas (que concorre ao Oscar de Melhor Filme) cumpre bem o seu papel de divertir (a vingança de Minny pra cima de Hilly) e principalmente emocionar (a cena final, por exemplo) o que faz as quase duas horas e vinte de filme passarem rápido. Simplesmente, um ótimo filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário