quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Crítica: Lincoln


Lincoln (2012), mais novo filme do diretor Steven Spielberg, não é um filme que narra a vida inteira do 16° presidente americano. Ao contrário, a película foca quase que inteiramente em um mês da vida dele: Janeiro de 1865; e nos esforços do Presidente e seus aliados para conseguir a aprovação da 13ª Emenda. Esta garantiria a abolição da escravatura nos E.U.A. principal motivo da Guerra Civil Americana que já dura quatro anos e centenas de milhares de mortos.
Os dois pontos mais fortes do filme já seriam suficientes para carrega-lo nas costas: os excelentes (vários) diálogos do ótimo roteiro que garantem cenas excelentes e a atuação do protagonista Daniel Day-Lewis como o presidente Abraham Lincoln. Uma atuação sóbria, sem exageros e de uma competência extraordinária. O personagem retratado no filme se torna extremamente simpático para o público, e não só por causa de sua luta contra a escravidão. E claro, outras atuações devem ser destacadas: não só as dos indicados ao Oscar Sally Field como Mary Todd, a primeira dama, e Tomy Lee-Jones como Thaddeus Stevens, um democrata abolicionista fervoroso, mas de praticamente todo o elenco secundário.
E, é claro, além das ótimas produções técnicas e trilha sonora do filme, não posso esquecer de mencionar a direção impecável de Steven Spielberg. O diretor demonstra porque é tão elogiado, conhecido e admirado no mundo artístico.
Lincoln é um filme de qualidade impecável, que justifica todas as 12 indicações ao Oscar que tem. E, quem sabe, as vitórias que terá.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Grandes Franquias: Postagens Atualizadas

Todas as cinco postagens da série "Grandes Franquias" foram atualizadas. Confira abaixo quis foram estas atualizações:

- Grandes Franquias I: Os Muppets - Paragráfo sobre Os Muppets concluído e primeiras informações sobre Os Muppets... De Novo.
- Grandes Franquias II: Batman - Parágrafo sobre o último filme concluído.
- Grandes Franquias III: Pânico - Parágrafo introdutório com leves alterações.
- Grandes Franquias IV: Alien - Parágrafo sobre Prometheus atualizado.
- Grandes Franquias V: O Massacre da Serra Elétrica - Parágrafo sobre Serra Elétrica no Texas atualizado.

*Ainda este ano teremos posts das franquias: X-Men, Atividade Paranormal, Mad Max e Universo Cinematográfico Marvel, entre outras...

domingo, 27 de janeiro de 2013

Crítica: Bob Esponja - O Filme


É fato que a série  Bob Esponja Calça Quadrada é uma das melhores de animação encontradas na TV. A série, atualmente em sua nona temporada, já não está mais em sua era de ouro (que terminou em 2004, com  o final da 3ª temporada e a saída do criador da série Stephen Hillenburg), mas ainda hoje garante momentos bem humorados para quem a assiste. Stephen foi o diretor de Bob Esponja - O Filme (The SpongeBob SquarePants Movie, 2004), lançado ainda na "era de ouro" da série.
No filme, Bob Esponja e Patrick tem que recuperar a coroa de Netuno que foi roubada se encontra na proibida Cidade das Conjas, em seis dias, se quiserem salvar Sr. Siriquejo e todos os seus amigos da Fenda do Biquini do diabólico "Plano Z" de Plankton.
O enredo, mais épico do que os episódios da série, tem humor aos montes. São diversas piadas que fazem provocar risadas em crianças e adultos por igual. É impossível não se divertir com cenas como a inauguração do Siri Cascudo 2 ou com Bob e Patrick no Bar na beira da estrada. Aliás, Bob Esponja funciona não só como um filme de comédia mas como um filme de "estrada" e de aventura também.
Há espaço para o drama (como a "morte" dos protagonistas), para técnicas diferentes de animação, misturando o 2D tradicional da série com cenas em live-action (incluindo uma divertida participação de David Hasselhoff) e também para a música numa paródia bem engraçada de "I Wanna Rock" e na viciante música dos Amendobobos. Elogios, claro, merecem os dubladores dos personagens, tanto os do original em inglês quanto os em português.
Bob Esponja - O Filme reúne tudo que faz a série ser tão engraçada e divertida, e, por isso, é um filme de animação muito recomendado a todos, não importando a idade. Ficamos agora, no aguardo de Bob Esponja 2, que será lançado ano que vem, exatos dez anos após o ótimo original.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Análise: Lionsgate e seu maravilhoso ano

2012 foi, de longe, o melhor ano da Lionsgate na história. O estúdio fez mais de US$1,2 bilhão nas bilheterias da América do Norte, suficiente para ser o 5° maior estúdio de 2012. De longe, o melhor desempenho para um dos pequenos-grandes estúdios de Hollywood. A Lionsgate ficou na frente até de dois dos "Seis Grandes Estúdios", a Fox e a Paramount.
Esse excelente desempenho se deve, obviamente, aos blockbusters Jogos Vorazes (US$408 milhões) e Amanhecer Parte 2 (US$286 mi) , e também a alguma ajuda de outros sucessos menores como Os Mercenários 2 (US$85 mi), Tyler Perry's Madea's Proteção a Testemunha (US$65 mi) e os filmes de terror que são uma das especialidades do estúdio como Possessão, A Entidade e O Segredo da Cabana (com bilheterias entre US$49 e 42 milhões). Mundialmente, o desempenho  da Lionsgate também merece destaque com Amanhecer Parte 2 (US$827 milhões até agora), Jogos Vorazes (US$686 mi) - ambos no top 10 das maiores bilheterias de 2012 - e Os Mercenários 2 (US$300 mi). Isso tudo abriu a discussão se a Lionsgate pode se tornar o sétimo "Grande Estúdio", mas para isso, o estúdio precisa manter este bom desempenho por mais alguns anos.
Para 2013 a Lionsgate não deve ter um desempenho tão bom quanto 2012, já que a Saga Crepúsculo acabou, e Jogos Vorazes: Em Chamas só estreia no final do ano. Mas ainda assim o estúdio deve ter vários sucessos como três filmes de Tyler Perry, a comédia recheada de estrelas O Grande Casamento, Warm Bodies, Stand Up Guys, o terror Eu, Frankenstein e Red 2, além, é claro de Em Chamas.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Fracasso de Monstros S.A derruba A Pequena Sereia

O fato de Monstros S.A em 3D estar se encaminhando para uma bilheteria final, na América do Norte de menos de US$35 milhões fez com que a Disney cancelasse o relançamento de A Pequena Sereia, antes agendado para Setembro desta ano.
E reafirmando como 2015 será um excelente ano nas bilheterias para a Disney, o estúdio agendou o lançamento de Piratas do Caribe 5 para Julho desse ano. Além de Piratas, a Disney já tem agendado o lançamento de dois filmes da Pixar, Os Vingadores 2, um clássico Disney e Star Wars Episódio VII  para 2015, que, talvez, seja o melhor ano para Disney na história.

sábado, 12 de janeiro de 2013

Crítica: A Bruxa de Blair


Se filmes no estilo "Found Footage" (filmagens encontradas - aquele em que o filme é gravado com câmeras amadoras pelos próprios personagens) estão na moda ultimamente, vale dizer que A Bruxa de Blair (The Blair Witch Project, 1999) foi um dos percursores e um dos melhores do gênero até hoje.
O filme, pioneiro em ter uma campanha de marketing quase que inteiramente virtual, conta a história de três estudantes (Heather, Josh e Mike) que decidem se aventurar nas florestas da cidade conhecida antigamente como Blair para gravar um documentário sobre uma lenda local: A Bruxa de Blair. O que vemos são as filmagens que os três estudantes fizeram antes de "desaparecerem".
O que esse filme tem de melhor é ter sido gravado por câmeras de mão pelos próprios personagens. Assim, nós espectadores temos a mesma visão que os estudantes. Por isso, a Bruxa nunca dá as caras no filme. O terror provocado pelo filme vem simplesmente das nossas mentes em grande parte. Sem monstros, sem assassinos mascarados, sem mortes horríveis. Os sustos vem apenas de sussurros, gritos, barulhos e bonecos de madeira pendurados em árvores. E claro do ambiente onde o filme se passa quase que inteiramente: uma floresta (que de noite fica extremamente assustadora por si só).
Além dos ótimos sustos que o filme garante, devem ser dados elogios ao elenco: os três protagonistas dão atuações e falas críveis para a situação em que estão, fazendo com que o filme realmente pareça as gravações de três jovens que se perderam numa floresta. A situação dos três vai da extrema alegria ao desespero, passando pelas brigas.
E o melhor do filme: o ato final. Primeiro temos o ótimo monólogo de Heather com a câmera, pedindo desculpas a todos afinal o projeto e a ideia eram dela. E depois o clímax numa casa abandonada (supostamente, a casa da Bruxa). Com um ambiente assustador e uma ótima cena final (e inesperada, até) os últimos dez minutos são os mais assustadores e o de maior tensão.
A Bruxa de Blair é um terror que demonstra como se usar com maestria o recurso de "filmagens encontradas" e que comprova que ser perseguido por algo que não sabe-se o que é numa floresta escura é uma das premissas mais assustadoras já levadas para as telas de cinema.

Indicados ao Oscar 2013

E foram divulgados ontem os indicados ao Oscar 2013. E como sempre, o Oscar menosprezou alguns filmes e causou surpresas em algumas categorias.
Primeiramente com Skyfall. O mais novo filme do espião James Bond merecia três indicações que não teve: Judi Dench como Melhor Atriz Coadjuvante, Javier Barden como Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Filme em si. Ben Affleck foi (injustamente) esbanjado de Melhor Diretor. Discordo também da categoria Melhor Filme de Animação: Valente é um bom filme mas A Origem dos Guardiões é melhor e merecia ter sido indicado na categoria no lugar do filme da Pixar. De resto, estou muito feliz com os indicados nesta categoria. Estranho também Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge ter sido indicado em zero categorias. Nem técnicas, nem de sonografia, muito menos Melhor Filme. E "Breath of Life", a canção de Florence and the Machine para o filme Branca de Neve e o Caçador foi esnobada da categoria Melhor Música.
Já as surpresas ficaram, principalmente, para a indicação da menininha de apenas nove anos Quvenzhané Wallis na categoria Melhor Atriz por Indomável Sonhadora e a indicação da música do filme Ted, "Everyboody Needs a Best Friend".
E entre as curiosidades, Quvenzhané Wallis (9 anos) e Emmanuelle Riva (85 anos) se tornaram a mais jovem e a mais velha a serem indicadas na categoria Melhor Atriz. O único filme este ano que tem a chance de ganhar os cinco grandes prêmios do Oscar (Melhor Filme, Diretor, Ator, Atriz e Roteiro) é O Lado Bom da Vida, que também é o primeiro filme em 31 anos (o último foi Reds) a ser indicado nas quatro categorias de atuação. Lincoln, lidera a lista de indicações com 12, seguido por As Aventuras de Pi com 11 e Os Miseráveis e O Lado Bom da Vida com 8 cada um.
Então, vamos a lista dos indicados:

Melhor Filme
Amour
Argo
As Aventuras de Pi
Indomável Sonhadora
Django Livre
O Lado Bom da Vida
A Hora mais Escura
Lincoln
Os Miseráveis

Melhor Diretor
Michael Haneke - Amour
Benh Zeitlin - Indomável Sonhadora
Ang Lee - As Aventuras de Pi
Steven Spielberg - Lincoln
David O. Russell - O Lado Bom da Vida

Melhor Ator
Daniel Day-Lewis - Lincoln
Denzel Washington - O Voo
Hugh Jackman - Os Miseráveis
Bradley Cooper - O Lado Bom da Vida
Joaquin Phoenix - O Mestre

Melhor Atriz
Naomi Watts - O Impossível
Jessica Chastain - A Hora mais Escura
Jennifer Lawrence - O Lado Bom da Vida
Emmanuelle Riva - Amour
Quvenzhane Wallis - Indomável Sonhadora

Melhor Ator Coadjuvante
Alan Arkin - Argo
Robert De Niro - O Lado Bom da Vida
Philip Seymour Hoffman - O Mestre
Tommy Lee Jones - Lincoln
Christoph Waltz - Django Livre

Melhor Atriz Coadjuvante
Sally Field - Lincoln
Anne Hathaway - Os Miseráveis
Jacki Weaver - O Lado Bom da Vida
Helen Hunt - As Sessões
Amy Adams - O Mestre

Melhor Roteiro Original
Amour
Django Livre
O Voo
Moonrise Kingdom
A Hora Mais Escura

Melhor Roteiro Adaptado
Argo
Indomável Sonhadora
As Aventuras de Pi
Lincoln
O Lado Bom da Vida

Melhor Filme Estrangeiro
Amour (Austria)
No (Chile)
War Witch (Canadá)
A Royal Affair (Dinamarca)
Kon Tiki (Noruega)

Melhor Longa de Animação
Valente
Frankenweenie
ParaNorman
Piratas Pirados!
Detona Ralph

Melhor Trilha Sonora Original
Anna Karenina
Argo
As Aventuras de Pi
Lincoln
007 - Operação Skyfall

Melhor Canção Original
"Before My Time" - Chasing Ice
"Everybody Needs A Best Friend" - Ted
"Pi's Lullaby" - As Aventuras de Pi
"Skyfall" - 007 - Operação Skyfall
"Suddenly" - Os Miseráveis

Melhores Efeitos Visuais
O Hobbit - Uma Jornada Inesperada
As Aventuras de Pi
Os Vingadores
Branca de Neve e O Caçador
Prometheus

Melhor Maquiagem
Hitchcock
O Hobbit - Uma Jornada Inesperada
Os Miseráveis

Melhor Fotografia
Anna Karenina
Django Livre
As Aventuras de Pi
Lincoln
007- Operação Skyfall

Melhor Figurino
Anna Karenina
Os Miseráveis
Lincoln
Espelho, Espelho Meu
Branca de Neve e O Caçador

Melhor Direção de Arte
Anna Karenina
O Hobbit - Uma Jornada Inesperada
Os Miseráveis
As Aventuras de Pi
Lincoln

Melhor Documentário
5 Broken Cameras
The Gatekeepers
How to Survive a Plague
The Invisible War
Searching for Sugar Man

Melhor Documentário de Curta-Metragem
Inocente
Kings Point
Mondays at Racine
Open Heart
Redemption

Melhor Montagem
Argo
As Aventuras de Pi
Lincoln
O Lado Bom da Vida
A Hora Mais Escura

Melhor Curta
Asad
Buzkashi Boys
Curfew
Death of a Shadow
Henry

Melhor Curta Animado
Adam and Dog
Fresh Guacamole
Head over Heels
Maggie Simpson in "The Longest Daycare"
O Avião de Papel

Melhor Edição de Som
Argo
Django Livre
As Aventuras de Pi
007 - Operação Skyfall
A Hora Mais Escura

Melhor Mixagem de Som
Argo
Os Miseráveis
As Aventuras de Pi
Lincoln
007 - Operação Skyfall

Críticas do Blog de Filmes indicados ao Oscar 2013:
- Lincoln (indicado em 12 categorias)
- As Aventuras de Pi (indicado em 11 categorias)
- O Lado Bom da Vida (indicado em 8 categorias)
- Os Miseráveis (indicado em 8 categorias)
- O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (indicado em 3 categorias)
- Branca de Neve e o Caçador (indicado em 2 categorias)
- Hitchcock (indicado em 1 categoria)
- Prometheus (indicado em 1 categoria)
- Ted (indicado em 1 categoria)
- Os Vingadores (indicado em 1 categoria)
- Frankenweenie (indicado a Melhor Filme de Animação)

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Texas Chainsaw 3D em 1° na América do Norte; Pi continua muito forte no resto do mundo

Na América do Norte: Bem, aqui vai a postagem sobre as bilheterias do final de semana. Em primeiro lugar tivemos o filme de terror da longa franquia O Massacre da Serra Elétrica, Texas Chainsaw 3D, um lançamento, com US$22 milhões. O filme deve ter uma bilheteria final de quase US$50 milhões, o que é bom para o genêro. Ano passado, por exemplo, o filme de terror mais lucrativo fez US$54 milhões (e foi A Mulher de Preto). Chainsaw 3D é o primeiro filme lançado pela Lionsgate este ano, que teve, em 2012, seu melhor ano na história com mais de US$1,1 bilhão arrecadados na América do Norte (a quem diga que a Lionsgate pode, futuramente ser o 7° Grande Estúdio de Cinema, ao lado dos atuais 6: Disney, Fox, Paramount, Sony, Universal e Warner Bros.) - mas isso é assunto para outro post que deve sair este mês ainda. Em 2°, 3° e 4° lugar ficaram respectivamente: Django Livre (US$20 mi, total de US$106), O Hobbit (US$17 mi, total de US$263) e Os Míseraveis (US$16 mi, total de US$103).

No Resto do Mundo: As Aventuras de Pi continua mostrando que apesar de não ter sido um mega hit na América do Norte (onde tem ande agora US$91 mi), está sendo um no resto do mundo. Ele fez mais US$59 milhões para um total de mais de US$300 milhões. Mundialmente já esta em US$393 milhões e até o final de sua corrida deve chegar aos US$570 mi. Em segundo O Hobbit fez mais US$58 milhões e continua sua corrida até o bilhão, que agora parece ser certeza (mundialmente, o filme já tem US$830 mi). Com isso, 2012 terá quatro bilionários (os outros foram Os Vingadores, O Cavaleiro das Trevas Ressurge e Skyfall)
. E Detona Ralph (eu assisti, e devo dizer que Ralph é o 2° melhor filme animado de 2012, levemente atrás de Frankenweenie - recomendadíssimo) teve seu melhor final de semana até agora com US$19 milhões. Seu total mundial está em US$311 mi e deve chegar a até US$400 mi.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Crítica: As Aventuras de Pi


As Aventuras de Pi (Life of Pi, 2012) é um filme baseado no livro A Vida de Pi (também encontrado no Brasil com o título As Aventuras de Pi). O livro era , supostamente, impossivel de adaptar as telonas. Não li o livro então não posso tecer comparações entre a obra original e o filme, mas, certamente, o diretor Ang Lee fez um filme excelente.
O filme conta a história de Piscine Molitor Patel, um jovem indiano que acredita em 3 religiões diferentes e cujo apelido é Pi. Depois que os negócios de seu pai vão mal na Índia, a família de Pi (ele, os pais e o irmão) acaba tendo que mudar de seu país natal para o Canadá. Entretanto no meio dessa viagem pelo Pacifico, o navio em que estão naufraga num terrível acidente. Pi perde toda sua família e acaba ficando num barco com um tigre-de-bengala, uma hiena, um orangotango e uma zebra.
O que torna esse filme uma viagem maravilhosa para quem o assiste é misturar um ótimo roteiro com visuais de tirar o fôlego. A cena do naufrágio é de uma qualidade técnica impressionante. E o mar retratado é lindíssimo, como na cena em que mar e céu se tornam um só e quanto a água está fluorescente. Tudo é belíssimo e a equipe de efeitos especiais conseguiu a excelência (o tigre, por exemplo, parece real em todo o filme). Esta qualidade técnica toda só é ressaltada pelo 3D em todas as cenas. As Aventuras de Pi é um dos filmes de 2012 que mais vale a pena ser assistido em 3D. As atuações também são muito boas e o final (propositalmente um pouco ambíguo) é ótimo.
Pi é um filme brilhante. Além das obvias indicações nas categorias técnicas que o filme levará no Oscar, fica a torcida para que ele concorra também na merecidíssima categoria de Melhor Filme .

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Skyfall é o 14° filme a ultrapassar o Bilhão


Sim, como já previsto 007 - Operação Skyfall ultrapassou a marca bilionária sendo o terceiro filme de 2012 a realizar tal feito. Sua bilheteria está em US$290 milhões na América do Norte e US$710 milhões no resto do mundo, uma quantia muitoo surpreendente. O filme deve fazer até US$1,1 bilhão antes de encerrar sua corrida pelas bilheterias mundiais. Este, que é um dos melhores filme de James Bond, foi apenas o 14° filme a adentrar o Clube do Bilhão.