quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Análise: Lionsgate e seu maravilhoso ano

2012 foi, de longe, o melhor ano da Lionsgate na história. O estúdio fez mais de US$1,2 bilhão nas bilheterias da América do Norte, suficiente para ser o 5° maior estúdio de 2012. De longe, o melhor desempenho para um dos pequenos-grandes estúdios de Hollywood. A Lionsgate ficou na frente até de dois dos "Seis Grandes Estúdios", a Fox e a Paramount.
Esse excelente desempenho se deve, obviamente, aos blockbusters Jogos Vorazes (US$408 milhões) e Amanhecer Parte 2 (US$286 mi) , e também a alguma ajuda de outros sucessos menores como Os Mercenários 2 (US$85 mi), Tyler Perry's Madea's Proteção a Testemunha (US$65 mi) e os filmes de terror que são uma das especialidades do estúdio como Possessão, A Entidade e O Segredo da Cabana (com bilheterias entre US$49 e 42 milhões). Mundialmente, o desempenho  da Lionsgate também merece destaque com Amanhecer Parte 2 (US$827 milhões até agora), Jogos Vorazes (US$686 mi) - ambos no top 10 das maiores bilheterias de 2012 - e Os Mercenários 2 (US$300 mi). Isso tudo abriu a discussão se a Lionsgate pode se tornar o sétimo "Grande Estúdio", mas para isso, o estúdio precisa manter este bom desempenho por mais alguns anos.
Para 2013 a Lionsgate não deve ter um desempenho tão bom quanto 2012, já que a Saga Crepúsculo acabou, e Jogos Vorazes: Em Chamas só estreia no final do ano. Mas ainda assim o estúdio deve ter vários sucessos como três filmes de Tyler Perry, a comédia recheada de estrelas O Grande Casamento, Warm Bodies, Stand Up Guys, o terror Eu, Frankenstein e Red 2, além, é claro de Em Chamas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário