quarta-feira, 3 de abril de 2013

Crítica: A Casa dos Maus Espíritos



A Casa dos Maus Espíritos (House on Haunted Hill, 1959) é um filme de terror em que usa o velho tema da mansão mal-assombrada. Apesar de ser um tema batido, o filme é excelente e demonstra como fazer um filme de terror simples mas eficaz e com um charme próprio.
Dirigido por William Castle, A Casa dos Maus Espíritos tem uma premissa bem interessante: o excêntrico milionário Frederick Loren (Vincent Price) resolve dar uma festa para sua esposa, Annabelle (Carol Ohmart). Só que essa festa não é comum: além do casal anfitrião, são cinco pessoas participando da festa. Essas pessoas não se conhecem e nem conhecem os anfitriões, mas foi oferecido uma quantia de US$10 mil para cada uma caso elas sobrevivam a noite numa suposta casa assombrada, alugada por Frederick para a festa.
Usando recursos de baixo orçamento, o filme tem uma atmosfera ótima para um filme de terror. A mansão tem longos corredores, cômodos escondidos atrás de cortinas e uma antiga adega, um cenário perfeito de filme de terror. E os sustos, claro, sempre vem. Portas que fecham sozinhas, estranhas aparições, lustres que caem, gritos que cortam a noite e assassinato. Tudo não deixa de ser clichê mas, ao mesmo tempo, funciona extremamente bem. Afinal, as situações vão acontecendo uma atrás da outra, sem parar.
Quando parece que tudo foi só uma história de casa mal-assombrada vem a reviravolta do filme totalmente inesperada. O final, ao contrário de muitos filmes de terror, não é nem um pouco previsível e também não fica parecendo forçado (dois problemas comuns de filmes de terror que preferem o final mais clichê ou então forçam um final inesperado que não faz muito sentido com toda a história). E, claro, não podemos esquecer de mencionar as atuações: Vincent Price entrega uma atuação deliciosa como o protagonista misterioso; Carol Ohmart está muito bem como Annabelle e todo o elenco entrega boas atuações.
Para saber se a casa é assombrada ou não só vendo o filme, e isso vale muito a pena. A Casa dos Maus Espíritos é um verdadeiro clássico do terror que deveria servir de escola para alguns filmes de casa mal-assombrada que temos hoje em dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário