sábado, 4 de maio de 2013

Crítica: Homem de Ferro 3


Ano passado, Os Vingadores fizeram um estouro nos cinemas. Não só em bilheterias mas, principalmente, com sua qualidade excepcional. Então, é ótimo constatar que o filme seguinte do Universo Cinematográfico Marvel é... excelente!
Homem de Ferro 3 (Iron Man 3, 2013) se passa um tempo depois dos fatos de Os Vingadores. Tony Stark (Robert Downey Jr.) não consegue mais dormir depois de tudo que aconteceu em Nova York (como mostrado em Vingadores) e passa as noites acordado construindo mais armaduras e tecnologias além de sofrer com ataques de ansiedade, o que acaba por abalar um pouco o seu relacionamento com Pepper Potts (Gwyneth Patrow). Tudo piora quando surge um poderoso terrorista, chamado de Mandarim (Ben Kinsgley) que quer ensinar algumas coisinhas para os Estados Unidos - e para o Homem de Ferro.
Pode parecer, pelo que foi divulgado nos trailers, que Homem de Ferro 3 é mais dramático que seus antecessores, sendo mais sombrio com um estilo Batman. Entretanto, nada disso ocorre - o que é bom. Afinal, o Universo Cinematográfico Marvel é uma franquia leve e o Homem de Ferro é o mais bem-humorado de todos os heróis do time. E aqui em Homem de Ferro 3 as tiradas de humor são as mais engraçadas de toda a franquia.
A atuação de Robert Downey Jr. continua excepcional - ele é o próprio Tony Stark e vai ser muito difícil algum dia a Marvel colocar outro ator no papel que consiga uma interpretação dessas. E para os fãs de Gwyneth Patrow (eu incluso), sua atuação como Pepper Pots continua ótima também e ela ganha muito mais importância para a trama, sendo até a heroína em alguns momentos. Já entre as novas adições a franquia estão os ótimos Ben Kingsley (hilário) e Guy Pearce (o melhor e mais relevante vilão da franquia). As atuações de Jon Favreau e do garotinho Ty Simpkins também são muito boas. Já quanto ao roteiro, ele tem um ou dois fatos não muito bem explicados, mas ainda assim é ótimo e tem até umas boas surpresas.
Shane Black, o diretor, sabe como dirigir um filme de super-herói e, além de tudo já citado aqui, consegue cenas de ação impressionantes (em especial o final com as várias armaduras e a cena da queda da mansão de Tony - que é a cena mais triste do filme) e dignas de seu alto orçamento de US$200 milhões.
Com tudo isso, Homem de Ferro 3 é mais uma produção de altissímo nível da Marvel que demonstra outra vez que sabe trazer seu Universo ao cinema com uma incrível qualidade. Agora... se ele é o melhor filme dos três Homem de Ferro? Creio que sim (ou é, pelo menos, um empate com o primeiro).

Um comentário:

  1. Tony Stark é um grande empresário que tem se dedicado a tecnologia, Robert Downey Jr. mas é alguém que tem muitas facetas, uma das quais é a auto advogado de defesa de seu pai na história do juiz, um filme extraordinário. Eu vi esse post me lembrou do filme e eu mencioná-los, eu espero que eles possam ver, o desempenho do ator é muito bom.

    ResponderExcluir